domingo, 16 de março de 2008

Como uma baleia!



Não, não estou a pensar que estou assim tão gorda, apesar de passar bem com menos 3 quilos.
Estou a pensar numa conversa que tive no outro dia com uma amiga em que eu comparei as pessoas mais velhas (entre as quais eu me conto, porque ela é muito mais nova do que eu) a baleias.
Estava a pensar naquelas imagens de baleias velhas, em que elas aparecem com o dorso cheio de parasitas, de algas, de cicatrizes e feridas, de escamas...
Uma vez vi uma que até tinha um arpão preso na pele. Pelos vistos, ela tinha conseguido escapar aos caçadores, mas tinha-lhe ficado aquela recordação do recontro.
Penso que, à medida que vamos vivendo, ficamos como aquelas baleias. Também nós acabamos por trazer muitas coisas atrás de nós.
Oxalá consigamos fazer um esforço para que a carga seja positiva!

1 comentário:

brisa de palavras disse...

Com o " carregar dos anos" transportamos as alegrias, as tristezas...as feridas... Carregamos uma história de vida que se vai construindo em cada dia.

Uma reflexão muito objectiva e oportuna como sempre.

um abraço
brisa de palavras