quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Entre "ser caranguejo" e "abandonar as batatas"!




É claro que se trata de "batatas" figuradas, não de verdadeiras batatas.
Neste caso, os simpáticos e apetitosos tubérculos representam algo que temos de pôr de parte, de que temos de desistir.
Também o "caranguejo" é simbólico. Como eu sou um nativo do caranguejo super-típico, uso-o para me referir a mim própria. E uma das principais características do "caranguejo" é ser muito apegado a tudo (pessoas e coisas) e nunca esquecer nada!
Logo, o "caranguejo" é extremamente apegado às suas "batatas"! Não pode mesmo viver sem elas!
Portanto, não é fácil programar o referido "animal" para abandonar as suas "batatas".
Mas este vai mesmo ter de aprender a fazê-lo.

1 comentário:

Idalinda Dias disse...

Depende das batatinhas...umas são bem
boas...mas as estragadas ..uiii!! essas com certeza temos que aprender a abrir mão delas..abrir mão nem sempre é fácil!!! beijinhos amiga.